Carla Chaim

Trabalha e vive em São Paulo.

 

Carla Chaim é formada em Artes Visuais pela FAAP, onde também realizou a pós-graduação em História da Arte. A artista trabalha diferentes mídias como desenho, escultura, vídeo e instalação. Chaim tenta se aproximar de uma ampla escala de assuntos cotidianos, trazendo-os para seu atelier e repensando novas formas e novas relações. Com o desejo de controlar seus trabalhos, tanto em regras pré-estabelecidas na execução, quanto de seus movimentos físicos durante a feitura de um desenho, a artista traz o corpo como importante instrumento neste processo, também pensando-o como local de discussão conceitual explorando seus limites físicos e sociais. O resultado final não é pensado, o que lhe interessa são os movimentos, passos e processos de cada trabalho. Carla define regras e parâmetros e segue com eles até o final. Os trabalhos de Chaim não contam histórias, elas são o próprio fazer, combinando sistemas dicotômicos: regras rígidas e movimentos físicos orgânicos.

 

Participou de diversas residências artísticas como: Arteles, Finlândia, 2013; Halka Sanat Projesi, Turquia, 2012; The Banff Centre for the Arts, Canadá, 2010. Seu trabalho vem sendo exibido em várias exposições coletivas tais como CODE, Osnova Gallery, Moscow, Russia (2017); Ao Amor do Público I, Museu de Arte do Rio – MAR, Rio de Janeiro, Brazil (2016); Again for the First Time, Durban Segnini Gallery, Miami, USA (2105); Film Sector, Art Basel, Miami, USA (2015); Into the Light, Galeria Raquel Arnaud, São Paulo, Brazil (2015); Ichariba Chode, Plaza North Gallery, Saitama, Japan (2015); Impulse, Reason, Sense, Conflict, Cisneros Fontanals Art Foundation – CIFO, Miami, USA (2014);

 

Carla Chaim recebeu prêmios no Brasil como o CCBB Contemporâneo e o Prêmio FOCO Bradesco na ArtRio, ambos em 2015 no Rio de Janeiro. Nos anos anteriores recebeu os Prêmio Funarte de Arte Contemporânea e o Prêmio Energias na Arte, 2015 em São Paulo. Em 2016 foi selecionada para o Future Generation Art Prize – PinchukArtCentre, onde, em 2017, participou de coletivas em Kiev, Ucrânia e no evento colateral da Bienal de Veneza, Itália.  Fez, em 2014, sua primeira individual em Lisboa, Portugal, no Carpe Diem Arte e Pesquisa. Sua obra faz parte de coleções como Ella Fontanals-Cisneros, Miami, EUA; Museu de Arte do Rio – MAR, RJ, Brasil; e Ministério das Relações Exteriores, Itamaraty, Brasília, Brasil.

 

http://www.carlachaim.com/