Curso: O artista e sua inserção no mercado

Curso: O artista e sua inserção no mercado
julho 22, 2015 zweiarts

Público-alvo: Artistas, entusiastas, agentes do mercado, criativos e pessoas que procuram uma compreensão sobre as práticas do mercado da arte contemporânea brasileira

Máximo: 15 participantes

Quando?

15, 16, 17 de setembro 2015

das 14 às 18:00 hrs

* os encontros começam pontualmente às 14hs

Programa: aulas teóricas e práticas com agentes atuantes no mercado

15 de setembro: Aula Teórica

– recorte do panorama do mercado de arte local (galerias, feiras, instituições, coletivos e novas iniciativas)

– produção cultural e participação em editais

– regras gerais do mercado

– estratégias de inserção

– orientação em pesquisa artística

*nesse encontro contaremos com a participação especial de Laerte Ramos, artista reconhecido e com ampla experiência em inscrição e realização de projetos através de editais, concursos e residências internacionais.

16 de setembro: Aula Prática

– introdução sobre apresentação de projetos e leitura e acompanhamento de portfólio

17 de setembro: Aula Prática

– finalização de leitura de portfólio, exemplos e referências de construção de carreira e conclusão do curso

* cada participante terá de 20-30 minutos total para apresentar seu portfólio ou para consultoria

INSCRIÇÕES: cursos@casanovaarte.com

Local:

Casa Nova  / R. Chabad, 61 / Jardim Paulistano / São Paulo – SP

Valor de investimento: R$ 460,00

Mediadores:

Adriano Casanova: Mestre em Arte Digital pela UAL (Universidade de Arte de Londres) e tem especialização em Direção e Gestão de galerias de arte pelo IART (Instituto de Arte de Madrid). Graduado em Arte e Tecnologia pela PUC-SP. Atua no mercado de arte há 10 anos, tendo trabalhado como diretor e curador da Baró Galeria e também em mostras e exposições em parceria com: Green Papaya Artspace (Filipinas), Fundação Izolyatsia (Ucrânia), Galeria Blanca Soto (Espanha), Wilson Rd Gallery (Londres), Instituto Cervantes (São Paulo), Paço das Artes (São Paulo), Galeria Emma Thomas (São Paulo), entre outros. Além de realizar acompanhamento curatorial para instituições como o RH Contemporary (Nova York). Na última década, trabalhou nas principais feiras de arte como Art Basel Miami Beach (Miami), Armory (Nova Iorque), Arco (Madri), Pinta (Londres), ArtBO (Bogotá), Arte BA (Buenos Aires), SP Arte (São Paulo) e Arte RJ (Rio de Janeiro), entre outras.

Flaviana Bernardo: Designer de formação, Flaviana Bernardo fundou com Juliana Freire em 2006 a Galeria Emma Thomas: espaço destinado à discussão e produção em arte contemporânea, modificando e adaptando as práticas de mercado. Representam atualmente 17 artistas, além de abrigar projetos desenvolvidos por artistas e curadores nacionais e internacionais, documentando e gerando conteúdo cultural. Em maio de 2012, a Emma Thomas ganhou o Prêmio de Melhor Galeria Jovem em Buenos Aires e em setembro de 2013 foi escolhida como segunda melhor galeria de São Paulo, segundo a revista Época. Nesse mesmo ano, Flaviana participou do júri do Prêmio Belvedere para jovens artistas em Paraty (juntamente com os curadores Marcus Lontra e Cauê Alves e também com a redatora Paula Alzugaray – Revista Select) e desde 2014 faz parte do Comitê Gestor do Latitude – projeto parceria entre a ABACT (Associação Brasileira de Arte Contemporânea) e Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportadores e Investimentos), com o objetivo de criar oportunidades de negócio para as galerias de arte brasileiras no exterior através de ações de capacitação, apoio à inserção internacional e promoção comercial e cultural.

Juliana Freire: Bacharel em artes visuais pela Universidade Federal de Minas Gerais, mineira residente em São Paulo desde 2002. É uma das sócias-proprietárias da Galeria Emma Thomas, inaugurada em julho de 2006 com o intuito de ampliar a discussão e produção da nova geração de artistas nacionais. Trabalhou em diversas áreas: como designer para Zoomp, Zapping, Vide Bula, Santista; como artista, participou de dois Prêmios Porto Seguro de Fotografia e mostras em galerias e instituições (Palácio das Artes, Centro Cultural UFMG entre outras) e há 7 anos ilustra a coluna do jornalista Élio Gáspari para a Folha de São Paulo. Atualmente, se dedica à pesquisa de práticas de mercado como suporte para o desenvolvimento dos projetos no setor e como proponente cultural promovendo exposições, diálogos e participação em feiras nacionais e internacionais (SParte, ArtRio, ArcoMadrid, ArteBA, entre outras).

Laerte Ramos: destaca-se no panorama da arte contemporânea brasileira especialmente pela produção em cerâmica e em gravura. Trabalha ainda com diversas linguagens, como o vídeo, a instalação, a performance e ações urbanas. Graduado em artes plásticas pela Fundação Armando Alvares Penteado (2001), as pesquisas por ele empreendidas têm como principal eixo condutor os meios reprodutivos da imagem, as seriações em diferentes suportes e a relação com as cidades em que são produzidas ou expostas. Seus trabalhos excedem o caráter de meras peças unitárias e cruzam diferentes linguagens para modificar a compreensão destas e do espaço em que se inserem. Desde a segunda metade da década de 1990, Laerte Ramos tem participado de importantes mostras coletivas e, nos últimos dezoito anos, realizou inúmeras exposições individuais, no Brasil e no exterior. Tomou parte em diversos programas de residência artística (França, Suíça, Holanda e Portugal) e foi contemplado com vários prêmios, entre os quais podem ser destacados o Prêmio Marcantonio Vilaça – Pró-Cultura / MinC (edições de 2012 e 2013), o Prêmio Atos Visuais Funarte (2011) e o Prêmio Mostras de Artistas no Exterior – Fundação Bienal de São Paulo / Phoenix Institute of Contemporary Arts (2011). Vive e trabalha em São Paulo.